50 cartazes que fizeram sucesso no mundo todo

Amamos cartazes. Eles celebram os líderes que admiramos, as causas que apoiamos e as estrelas do rock que idolatramos. São estendidos bem alto em manifestações políticas e pendurados atrás das portas dos quartos.

Cartazes anunciam o que vem a seguir e relembram o passado. Às vezes uma celebração, às vezes um chamado à ação, são obras de arte e artefatos impressos de sua época.

Os melhores cartazes não apenas ilustram a história, eles a moldam. Esse é o nosso tipo de cartaz. Reunimos 50 cartazes que fizeram sucesso no mundo todo (ou o mundo da impressão, dos gráficos e da arte), de diferentes maneiras.


Moulin Rouge

Moulin Rouge

O cartaz como o conhecemos nasceu na França do século 19, onde se desenvolveu um novo estilo de propaganda de produtos, exposições e eventos.

Muitas vezes chamado de pai do cartaz, Jules Chéret foi um dos primeiros mestres do novo processo de impressão litográfica de quatro cores. Este é seu cartaz de 1890 para o cabaré Moulin Rouge, em Paris.


 


Absinthe Robette

Absinthe Robette

A partir do final do século 19 e entrando pelo século 20, novos cartazes publicitários de artigos de luxo foram encomendados a artistas influentes da Art Nouveau.

O cartaz de Henri Privat-Livemont é típico do estilo, com uma figura inspirada nos pré-rafaelitas usufruindo de um produto – no caso, um Absinthe Robette.


 


Le Chat Noir

Le Chat Noir

Le Chat Noir foi considerado o primeiro cabaré moderno, abrindo suas portas em Paris em 1881.

Este cartaz foi criado pela gravadora Art Nouveau Théophile Steinlen em 1896, para promover uma futura turnê dos artistas do cabaré.

O clube fechou em 1897 depois da morte do seu dono, Rodolphe Salis.


 


Priester

Priester

Logo, a complexidade do design de cartaz no estilo Art Nouveau deu lugar à simplicidade de Sachplakat, ou "cartaz objeto".

O criador deste estilo rígido foi um cartunista alemão de 18 anos que desenhava com o pseudônimo de Lucian Bernhard. Em 1906, entrou em uma competição de cartazes com uma obra feita para o fabricante de fósforos Priester. Dizem que seu primeiro rascunho apresentava uma mesa, um cinzeiro, um charuto e ninfas saindo da fumaça do tabaco. Bernhard simplificou tudo até que restassem dois palitos de fósforo e o nome da marca.


 


Pates Baroni

Pates Baroni

Leonetto Cappiello levou adiante essa nova moda para cartazes, usando apenas alguns elementos fortes. O artista transformou o estilo anterior de gente como Jules Chéret em um formato de anúncio mais ousado, com figuras definidas contra fundos simples.

Enquanto Chéret é conhecido como o pai do cartaz moderno, Cappiello é chamado de pai da propaganda moderna. Este cartaz de massas de 1921 é um dos mais conhecidos do artista.


 


BOOKS

LIVROS!

Os cartazes soviéticos geraram muitas imitações em todo o mundo do design. Um dos mais conhecidos da década de 1920 foi criado para a editora soviética Gsizdat por Alexander Rodchenko. O cartaz mostra Lilya Brik, uma conhecida figura do cenário da vanguarda russa, gritando "Livros!"


 


I Want YOU for US Army

"I Want YOU for US Army" (Quero VOCÊ no exército dos EUA)

J.M. O famoso cartaz de Flagg, de 1917, foi usado para recrutar soldados para lutar na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial.

O artista usou seu próprio rosto como modelo para o Tio Sam.


 


Lord Kitchener Wants You

"Lord Kitchener Wants You" (Lord Kitchener quer você)

Este cartaz britânico, em que se baseou o equivalente americano, apresenta Lord Kitchener, o secretário da guerra britânico, chamando jovens às armas em 1914.


 


Keep Calm and Carry On

"Keep Calm and Carry On" (Mantenha a calma e siga em frente)

Este cartaz foi originalmente concebido pelo Ministério da Informação britânico em 1939 para manter o moral do público durante a Segunda Guerra Mundial.

Foi pouco usado na época. Porém, 60 anos depois, a impressão foi redescoberta e seu slogan bem britânico (com diversas variações) pode ser visto hoje em dia impresso em toalhas de chá, canecas e camisetas.


 


We Can Do It

"We Can Do It!" (Nós podemos!)

O "Nós podemos!" começou como um cartaz americano de propaganda de guerra em 1943, concebido para elevar o moral dos trabalhadores.

Na década de 1980, foi redescoberto e sua heroína, que passou a ser conhecida como "Rosie,a rebitadeira", ganhou fama novamente como símbolo do feminismo e do empoderamento político.


 


The Coca-Cola Santa Claus

O Papai Noel da Coca-Cola

Ao contrário da crença popular, a Coca-Cola não foi a primeira a vestir o Papai Noel de vermelho, embora o fato de a roupa combinar com a marca ter ajudado.

A empresa de bebidas, no entanto, popularizou a imagem de um Papai Noel alegre, gordo e de barba branca que persiste hoje.

Este anúncio de 1931 foi ilustrado por Haddon Sundblom.


 


Metropolis

Metropolis

O cartaz de Metropolis, clássico da ficção científica de 1927, foi desenhado pelo artista alemão Heinz Schulz-Neudamm.

Em 2005, foi vendido em leilão por US $ 690.000, o preço mais alto já pago por um cartaz.


 


See America

Veja a América

Na Grande Depressão da década de 1930, o presidente dos EUA, Franklin D. Roosevelt, criou a Administração de Projetos de Trabalho para incentivar o crescimento econômico.

Parte desse projeto foi criar trabalhos para artistas como Dux Alexander, que desenhou uma série de cartazes impressos para atrair turistas aos parques nacionais americanos.


 


Kabaret

Kabaret

O designer Wiktor Górka fundiu sexo e política em uma suástica para promover o filme Cabaret, de 1972.

Ambientado em uma discoteca alemã da década de 1930, o filme musical revela os bastidores boêmios de Berlim e a sombra crescente de um Partido Nazista incipiente.


 


The Motherland calls

A pátria chama!

Uma das imagens mais icônicas na propaganda soviética, "A pátria chama" mostra uma mulher de vermelho olhando para os olhos dos espectadores enquanto conduz um mar de baionetas com a mão esquerda erguida. Na mão direita ela mantém o juramento do Exército Vermelho.

O artista, Iralki Toidze, teria usado como modelo a sua esposa que, no dia da invasão alemã, encontrou seu estúdio bradando notícias da guerra. Toidze disse-lhe que ficasse imóvel e imediatamente começou a fazer um esboço.


 


SS Normandie

SS Normandie

O transatlântico SS Normandie, construído em Saint-Nazaire em 1935, foi o maior e mais rápido navio do seu tempo.

O cartaz do artista Adolphe Cassandre, que reflete o estilo Art Deco do interior da Normandia, mostra a enorme proa do navio de frente.


 


Vertigo

"Vertigo" (Um corpo que cai)

O cartaz do sucesso de bilheterias de Alfred Hitchcock foi concebido por Saul Bass, que também era famoso por suas sequências de títulos de filmes. Bass foi o primeiro a criar sequências estilizadas que se integravam ao filme para construir o estado de espírito do público.

O desenho vertiginoso do cartaz mostra duas figuras que caem no espaço distorcido criado com formas geométricas chamadas curvas hipotrocoides.


 


Attack of the 50 Foot Woman

O ataque da mulher de 15 metros

Os frequentadores do cinema já haviam sido apresentados a homens e macacos gigantes, mas 1958 viu o primeiro colosso feminino atingir a cidade em "O ataque da mulher de 15 metros".

Pintado pelo artista realista Reynold Brown, o cartaz do filme mostra a mulher gigante aterrorizando os cidadãos do que parece uma altura muito maior do que 15 metros.


 


Save These Lives

"Save These Lives" (Salve essas vidas)

Em 1964, dez membros do Congresso Nacional Africano, incluindo Walter Sisulu e Nelson Mandela, foram acusados ​​de sabotagem contra o estado do "apartheid".

O Movimento Anti-Apartheid criou este cartaz como parte de uma campanha global em resposta ao receio de que os réus fossem condenados à morte.


 


Knoll

Knoll

O designer italiano Massimo Vignelli fez um experimento com cor e percepção de profundidade, com essa sobreposição de texto em seu cartaz de 1970 para a Knoll Textiles. As letras sobrepostas criam novas misturas de cores, mas a marca permanece legível.


 


Jaws

"Jaws" (Tubarão)

Capturando nosso medo do desconhecido em uma imagem, o cartaz de Roger Kaste mostra o momento antes de o grande tubarão-branco atacar Chrissie Watkins.

A primeira morte do filme também foi vista na capa do romance de Peter Benchley, no qual o sucesso de bilheterias de Spielberg se baseou, mas foi Kastel quem fez do tubarão uma ameaça mais vívida, com suas fileiras de dentes irregulares.


 


Die Gute Form

Formulário Die Gute

O predominante estilo de cartaz surgido depois da Segunda Guerra Mundial passou a ser conhecido como estilo tipográfico internacional. Seu emprego ousado de fontes tipográficas sans serif (especialmente a Helvetica, que tem destaque no mundo das fontes) e a fotografia monocromática foram perfeitos para uma comunicação impressionante, mas clara em um mercado global.

Este cartaz de Armin Hofmann, uma das principais figuras do movimento suíço, é típico do estilo, com seu design baseado em grade.


 


Swiss Typography

Tipografia suíça

Outro pioneiro da tipografia, Wolfgang Weingart trouxe uma sensação de caos de volta à arte do cartaz.

Seus experimentos com a impressão em offset quebrariam muitas das regras de seus predecessores e inaugurariam a nova era do design pós-moderno como a conhecemos hoje.


 


Peace

Paz

O símbolo universal da paz foi originalmente projetado por Gerald Holtom para o movimento de desarmamento nuclear britânico.

O artista criou este cartaz para uma marcha de Trafalgar Square, Londres, para o Atomic Weapons Research Establishment, em Aldermaston.

As linhas dentro do círculo espelham as formas que surgem quando as letras N e D, representando "Nuclear Disarmament" (desarmamento nuclear), são soletradas na sinalização por bandeiras.


 


The Guinness Toucan

O tucano da Guinness

John Gilroy foi o designer por trás dos memoráveis ​​animais de zoológico nos primeiros anúncios da Guinness. O mais famoso foi o tucano, que passou a representar a marca Guinness.

O texto que acompanha o desenho foi escrito pela poeta inglesa, dramaturga e escritora de histórias de crimes Dorothy Sayers, cujo tempo na indústria de anúncios inspirou sua história de detetive "Murder Must Advertise".


 


I Am A Man

"I Am A Man" (Sou um homem)

Em 3 de abril de 1968, os trabalhadores de Memphis entraram em greve para lutar pelo direito à sindicalização, depois da morte de dois lixeiros afro-americanos.

Os cartazes impressos com a declaração "Eu sou um homem" foram carregados pelos trabalhadores que se reuniram em uma igreja chamada Templo Mason.

Foi para essas 1.300 pessoas que Martin Luther King Jr. fez seu discurso "Eu estive no topo da montanha". Luther King foi assassinado no dia seguinte.


 


Sweet Corn Festival

Festival do milho verde

Os desenhos de Steve Frykholm começaram como cartazes internos para os piqueniques anuais de verão da Herman Miller, onde começou a trabalhar em 1970.

Suas impressões audaciosas e de estilo gastronômico foram tão populares que se tornaram um destaque do evento por 20 anos. Por fim, a série ficou famosa fora da empresa quando foi exibida em grandes instituições como o Museu de Arte Moderna de Nova York.


 


Che

Che

A imagem de Ernesto "Che" Guevara entrou na cultura popular e acabou significando revolução em todo lugar.

Esse desenho de alto contraste do ícone argentino foi criado pelo artista irlandês Jim Fitzpatrick. Se olharmos de perto, veremos a letra F inicial que o artista escondeu no ombro do Che.


 


High Noon 4 June

"High Noon 4 June'"

O Solidariedade, o primeiro sindicato não-governamental em um país do bloco soviético, foi uma força motriz na transição de uma Polônia comunista unipartidária para uma democracia moderna.

Essa litografia de Tomasz Sarneck foi usada durante a eleição polonesa de 1989. Ela mostra Gary Cooper, estrela do faroeste americano "High Noon" (Matar ou morrer), com um crachá do Solidariedade no peito e uma cédula de votação na mão.


 


1972 Summer Olympics

Olimpíadas de verão de 1972

Como principal designer das Olimpíadas de Verão de 1972 em Munique, Otl Aicher criou desenhos inspirados nas cores alpinas.

Essas cores foram usadas de forma temática para que os visitantes pudessem encontrar seu caminho pela vila olímpica.

Aicher também concebeu pictogramas para uso em todo o local e a influência de seus bonecos-palitos de bordas arredondadas pode ser vista na sinalização das cidades atuais.


 


Labour Isn’t Working

"Labour Isn’t Working" (O Trabalhista não trabalha)

Este cartaz, criado pela agência de publicidade Saatchi & Saatchi para o Partido Conservador, foi afixado em outdoors britânicos em 1979. Alguns acreditam que esses cartazes garantiram a vitória dos conservadores sobre o Partido Trabalhista.


 


New way of office copying

Um novo jeito de copiar no escritório

A Xerox 914 foi a primeira do seu tipo: uma copiadora de escritório que copiava em preto e branco em papel comum com o toque de um botão.

Esse nosso "bebê" com quase 300 quilos chegou aos escritórios em 1960 e mudou para sempre nossa forma de trabalhar.


 


Breakfast at Tiffany’s

"Breakfast at Tiffany’s" (Bonequinha de luxo)

"Breakfast at Tiffany’s" (Bonequinha de luxo), o filme de Hollywood baseado no livro de Truman Capote, lançou Audrey Hepburn em seu papel mais memorável, como Holly Golightly.

O cartaz do filme de 1961 foi desenhado pelo artista americano Robert McGinnis.


 


Marilyn Diptych

Marilyn Diptych

Andy Warhol popularizou a serigrafia na década de 1960 com suas imagens coloridas de arte pop de celebridades, garrafas de Coca-Cola e latas de Sopa Campbell.

O cartaz Marilyn Diptych foi criado em 1962 depois da morte da estrela e mostra 50 imagens de seu rosto, 25 em cores, 25 monocromáticas.


 


Dylan

Dylan

Desenhado por Milton Glaser, este cartaz acompanhava o álbum Bob Dylan’s Greatest Hits em 1966.

A imagem simples foi inspirada em um autorretrato Marcel Duchamp de 1957 e Glaser adicionou um toque da psicodélica década de 1960, com a cabeleira colorida de Dylan.


 


Rumble in the Jungle

"Rumble in the Jungle" (Luta na selva)

O Campeonato Mundial de Pesos-Pesados ​​de Boxe de 1974, também conhecido como "Rumble in the Jungle", colocou o campeão mundial de pesos pesados ​​invicto George Foreman contra o desafiante Mohammad Ali.

Acontecida em Kinshasa, Zaire (hoje República Democrática do Congo), a luta terminou no oitavo "round" com a vitória de Ali por nocaute.


 


Farrah Fawcett

Farrah Fawcett

Se você foi um adolescente nos anos 70, é bem provável que Farrah Fawcett tenha enfeitado a parede do seu quarto.

A estrela do seriado "Charlie's Angels" (As panteras) ficou famosa com esse cartaz, que foi um sucesso de vendas.


 


ET

E.T.

Este cartaz do clássico de 1982 de Steven Spielberg mostra o momento em que Elliott e seu amigo extraterrestre cruzam em frente à lua ao fugirem para a floresta.

Foi chamado de o momento mais mágico da história do cinema pela revista Empire.


 


Pregnant Man

Homem grávido

Outro anúncio político icônico da Saatchi & Saatchi, este cartaz teve como objetivo aumentar a conscientização sobre os serviços de contracepção, virando a mesa para cima dos homens e fazendo uma pergunta surpreendente.


 


Got Milk

Tem leite?

Muitos rostos famosos usaram um bigode branco embaixo dos dizeres "Got milk?"desde que os cartazes apareceram pela primeira vez na década de 1990.

Criado para o California Milk Processer Board, a campanha de apoio ao leite foi considerada responsável pelo aumento do consumo do leite de vaca na área da Califórnia e além. Esta imagem de 1996 mostra Cal Ripken Júnior, astro do baseball.


 


Live Aid

Live Aid

O dia 13 de julho de 1985 foi celebrado como "o dia em que a música mudou o mundo".

Organizado para arrecadar dinheiro para campanhas contra a fome na Etiópia, o evento contou com concertos simultâneos nas arenas de Londres e Pensilvânia, conectados por transmissão ao vivo.

Estima-se que, até o momento, o evento tenha ajudado a levantar mais de US$ 230 milhões para campanhas contra a fome.


 


SilenceDeath

"Silence=Death" (Silêncio = Morte)

Em 1984, o Center for Disease Control (Centro de Controle de Doenças dos EUA) relatou 4.177 casos conhecidos de AIDS nos Estados Unidos. Os políticos, no entanto, ficaram em silêncio sobre a epidemia.

Em resposta, seis ativistas homossexuais criaram o projeto Silence = Death, em Nova York. Esse cartaz apareceu pela cidade com mensagem dizendo que uma discussão franca era a única maneira de enfrentar um problema devastador.

O triângulo rosa lembra o formato usado para identificar homossexuais em campos nazistas. No cartaz, está invertido para simbolizar o repúdio à vitimização.


 


Some People Are Gay

"Some People Are Gay." (Algumas pessoas são homossexuais) "Get Over It." (Aceite e siga em frente)

A mensagem em preto e branco neste cartaz foi desenvolvida pela Stonewall, a maior instituição de caridade pelos direitos LGBT na Europa, com a ajuda de 150 professores e alunos.

O cartaz serviu para aumentar a conscientização sobre a campanha "Education for All" (Educação para todos) da Stonewall, que trata da perseguição a homossexuais nas escolas.


 


UNHATE

UNHATE

A marca de moda Benetton criou uma série de cartazes para ajudar a lançar o UNHATE, um projeto concebido para incentivar líderes mundiais e cidadãos comuns a combater o que o projeto chamou de "cultura do ódio".

Graças a uma edição de imagens habilidosa, os cartazes provocativos mostram duplas de gente poderosa se beijando, incluindo a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Nicolas Sarkozy, o presidente dos EUA Barack Obama e Hugo Chávez da Venezuela e o Papa e Ahmed Mohamed el-Tayeb, o imã da mesquita Al-Azhar, do Cairo.


 


Forest Woods Tree Death

Floresta / Mata / Árvore / Morte

Este cartaz do World Wide Fund for Nature usou símbolos e narrativas minimalistas para aumentar a conscientização sobre a ameaça do desmatamento. Os três caracteres chineses à esquerda podem ser traduzidos como Floresta, Mata e Árvore, reduzindo de modo decrescente até que o símbolo final, despojado de suas folhas, não é um personagem, mas uma cruz.


 


HOPE

"HOPE" (Esperança)

Antes de representar a campanha presidencial de Obama em 2008, o cartaz de Shepard Fairey foi concebido em um dia e vendido na rua pelo artista.

O desenho de estêncil em negrito apresenta uma paleta de tons simples de azul, bege e vermelho. "Hope" (esperança), "Change" (mudança), "Progress" (progresso) e outros slogans foram usados ​​embaixo da imagem.


 


Only for children

"Only for children" (Somente para crianças)

A agência de publicidade Grey Spain trabalhou com a Fundação ANAR, uma organização espanhola de defesa da infância, para criar um cartaz onde, para a maioria dos adultos passando pela rua, se lê: "Sometimes child abuse is only visible to the child suffering it." (Às vezes, o abuso infantil é visível apenas para a criança que o sofre).

Visto da altura de uma criança, porém, aparecem machucados no rosto do menino e uma mensagem diferente: “If somebody hurts you, phone us and we’ll help you.” (Se alguém te machucar, ligue para nós que ajudaremos).

Com este uso inteligente da impressão lenticular, a fundação levou sua mensagem com segurança para as crianças que talvez precisassem dela.


 


Making drinking water out of thin air

Tirando água potável do ar

Este outdoor em Lima, Peru, é outro excelente exemplo de um cartaz que não somente mostra, mas faz. Procure dentro e você encontrará cinco máquinas com sistemas de filtração embutidos que transformam a umidade do ar em água potável.

A umidade atmosférica em Lima é de aproximadamente 98%, mas apenas meia polegada de chuva cai por ano. Este cartaz foi criado pela UTEC, a maior universidade de engenharia e tecnologia do país, como uma resposta muito prática às condições desafiadoras. Também serviu para atrair mais estudantes para a universidade.


 


Dumb Ways to Die

Maneiras idiotas de morrer

Os personagens infelizes desta campanha de segurança ferroviária da Metro Trains em Melbourne, na Austrália, demonstraram que há muitas maneiras tolas de morrer e, ao mesmo tempo, ajudou a salvar vidas.

Em 2012, os cartazes foram exibidos na mesma época em que um vídeo viral e os primeiros resultados mostraram uma incrível redução de 20% nos acidentes e quase acidentes no Metro de Melbourne.


 


Visit Mars

Visite Marte

A Space Exploration Technologies Corporation (SpaceX) foi fundada por Elon Musk com o sonho de um dia levar pessoas para Marte.

A empresa criou uma série de cartazes de olho em um possível futuro do turismo interestelar, quando viajantes poderão explorar as luas do planeta vermelho, seus vales e o Olimpo Mons (Monte Olimpo), que, como o cartaz diz, é "o pico mais alto do sistema solar".

Quando podemos reservar nossas passagens?


 


Brother Dominic

CARTAZ BÔNUS

Irmão Dominic

Certo, ele pode não ter salvo vidas ou ganhado eleições, mas este monge mudou nosso mundo na Xerox.

Mostrado nas telas em um anúncio do Super Bowl em 1975, o irmão Dominic veio a ser o rosto da Xerox na década de 1980. Em cartazes como esse, compartilhou as boas notícias de que a tecnologia pode fazer coisas milagrosas para sua vida profissional.

Fale conosco